Responsive Ad Slot

Anuncie

Demissão de servidores ligados à vereadores que votaram contra redução dos professores causa revolta nas redes sociais

terça-feira, 21 de junho de 2022

/ por Grupo ABDA

 A votação para redução do salário dos professores não concursados do município de Sidrolândia ainda está rendendo muita polêmica envolvendo repercussão nos principais veículos de mídia do estado, críticas da população em geral, revolta da classe da educação e agora acusação de perseguição por parte do poder executivo, após demissões de servidores ligados à vereadores que votaram contra o projeto.

Clique na imagem para ampliar (Foto: Rota News)

É o caso por exemplo da esposa do vereador Cleyton Martins (PSB), que apesar de fazer parte da base da prefeita na Câmara, votou contra a redução do salário dos professores não concursados, nesta segunda-feira (20), foi publicada no diário oficial dos municípios do MS, a exoneração da servidora Giselly Aparecida Pereira Rodrigues, esposa do parlamentar.

Além dela, também foram exonerados o namorado da vereadora Cristina Fiuza (MDB), Agson Rodrigues Arruda, Adani Franco Brandão, filha do vereador Adavilton Brandão (MDB) e Alex Souza dos Santos, genro de Adavilton.

Esses são alguns nomes que já foram publicados no diário oficial, porém mais pessoas devem ser demitidas nos próximos dias para enxugar a folha de pagamento.

Uma série de acusações envolvendo nepotismo cruzado e pressão sobre os vereadores da base na aprovação de projetos do município, estão sendo levantadas por vereadores da oposição, que justificam que a gestão municipal "saiu dos trilhos".

Redação/Rota News

Nenhum comentário

Postar um comentário

Leia Também
© Du Pessoa Serviços Digitais 73 9 8888 1488.